Se você acredita nesta campanha, por favor faça sua contribuição

Pelas pessoas – sociedade

Publicado em 25 de junho de 2014

Grande parte dos grãos produzidos mundialmente vai para a alimentação de animais, incluindo 60% do milho e da cevada e até 97% do farelo de soja. E a maioria destes produtos animais é consumida pelos povos mais ricos. Em um planeta com um bilhão de pessoas passando fome, as carnes apresentam-se como uma fonte de alimentos extremamente ineficiente, demandando recursos escassos como água e terras agriculturáveis – que poderiam ser usados diretamente para alimentação humana.

A indústria da carne, além de danos para o meio ambiente e para os animais, é reconhecida por apresentar condições de trabalho por vezes péssimas, como apresentado no documentário Carne e Osso da organização Repórter Brasil.

Para piorar, quando a gente pergunta sobre a  escravidão no Brasil, muitos vão dizer que ela acabou no século 19, com a declaração da lei áurea, certo?! Mas não, no Brasil ainda há muita escravidão e segundo a  Comissão Pastoral da Terra, 51% dos casos de trabalho escravo estão ligados à pecuária.